segunda-feira, 7 de abril de 2008


Como ter-te em pensamento

dói-me tanto o coração

Em meio a tantas fantasias

Um carnaval em minha canção...

Num mar de ilusões perdidas

Tu viestes me deixar

Almejo novos horizontes

Mas em teus braços quero estar

Perdeste é a dor mais triste

que eu poderia sentir

Teu abraço tão perfeito contagia-me assim

Os meus passos tão mais lentos

Revelam a minha fraqueza

Incapaz de reagir...

Imersa na profunda tristeza

A saudade me domina,

não sei se ao partir,

ou se num breve chegar

E de toda consequência,

eis a incerteza de se amar

Um comentário:

Cida disse...

Karol ;)
perfeito esse poema ,

adorei te conhecer viu ?
espero que nossa amizade aumente !

um beijo :*