terça-feira, 14 de julho de 2009

Eles são mais estranhos ainda - number two


É super engraçado quando as pessoas prestam-se a idealizar histórias de amor parecidas como as novelas. A mocinha e o mocinho se conhecem num dia de chuva; ele a molha todinha, ela se irrita, os dois se conhecem, apaixonam-se perdidamente; surgem os vilões, que acabam sendo exterminados e eles vivem felizes para sempre.
Mas sempre acredito que o que criamos é mesmo algo inexistente, que talvez queiramos que fosse verdade (não é, particularmente, o meu caso). Na vida real tudo é diferente. Talvez os protagonistas não se apaixonem à primeira vista...Talvez ao segundo, terceiro, quarto, quinto, ou milésimo olhar.
Talvez ela se apaixone primeiro, e ele daqui a um, dois meses depois... Talvez os seus vilões sejam eles mesmos, e muitas vezes nada é pra sempre.
Vocês acompanharam comigo, de perto, o prólogo de uma história de amor que se iniciou na verdade há 4 meses atrás. Ele se apaixonou 'perdidamente' por ela(eca, foi bem estilo novela mexicana, mas tudo bem); e ela, com sua fobia a compromissos e certos tipos de sentimentos, sempre fugia. Daí que sabemos que as pessoas nem sempre vão passar a vida toda a esperar por alguém, afinal, a fila anda e o vacilão roda (han han, muito brown ¬¬). Então eu, como conselheira amorosa, falei assim - começa a ignorar que ela vai se amarrar. Ele parou com as SMS's, de puxar papo no msn, de tantas outras coisas. E percebi que ela sentia sua falta. Ouvia o telefone bipando sem ter sequer mensagem alguma...Dizia que ele estava estranho. É, ela se apaixonou. Agora os dois estavam apaixonados. O que faltava? O problema é que a garota era (ou ainda é?) bipolar. E a indecisão foi um obstáculo quebrado graças a Deus!
Entretanto, costumo dizer que dia 06 de Junho de 2009, o destino se cumpriu. Sim, a consumação do delito! E eu, sempre acompanhando tudo de perto - no sentido literal da palavra mesmo -.
No dia seguinte, sua indecisão renasceu. Eu só faltei jogar uma pedra em sua cabeça, claro. Mas o clima foi mudando, e com ele os sentimentos. Os corações foram tomados de um sentimento que considero divino (e bota complicado nisso também ¬¬), o amor.
Hoje, dia 14 de Julho de 2009, faz um mês da oficialização de tudo - segundo Kennedy, um mês de muitos que virão; dessa união que tive o prazer de testemunhar.
Não ando tão bem com as palavras ultimamente, só gostaria de dizer que depois de conviver com isso, voltei a acreditar na força do verdadeiro amor. Capaz de mover barreiras, indecisões, pensamentos negativos de pessoas negativas. É um sentimento estranho, porém bonito.
E como o amor, eles continuam sendo estranhos pra cacete, viu?
Mas fazer o quê? Eu os amo, ora bolas! ;*


parabéns melga, e cicinho!

6 comentários:

Brendinha disse...

que lindo vey! felicidades pro casal *-* tuuuuuuuuuuuuuudo de melhor ;D

Mel Borges disse...

Brigada ameeeeeeeeelga! tá lindo, amei! c broca! =D
Brigada brendinha! =D

CICINHO GUITAR disse...

Vlw Cunhaaaa Leinnndaa por isso q acompanho seu blog!!!!! :D

Obrigado Brenda!!! :)

CICINHO GUITAR disse...

Vlw Cunhaaaa Leinnndaa por isso q acompanho seu blog!!!!! :D

Obrigado Brenda!!! :)

CICINHO GUITAR disse...

Vlw Cunhaaaa Leinnndaa por isso q acompanho seu blog!!!!! :D

Obrigado Brenda!!! :)

CICINHO GUITAR disse...

Vlw Cunhaaaa Leinnndaa por isso q acompanho seu blog!!!!! :D

Obrigado Brenda!!! :)