segunda-feira, 11 de maio de 2009

Ser simples é ser incrível

Sabe o que é acordar e perceber que apesar de uma noite chuvosa, o amanhecer pode ser lindo? Assim foi hoje.
Fui dormir no friozinho do meu quarto, depois de fazer minhas leituras de cabeceira e agradecer a Deus por continuar abrindo a minha mente. Sabe aquele frio que você não sabe se é bom ou ruim, mas que te faz, por hora, relembrar certos flashs da sua vida? E passou um video na minha mente.
Dormi, na ânsia de acordar e viver mais um dia. Achava que seria mais um dia qualquer. E foi. Na verdade, nenhum dia pode ser chamado de qualquer, pois a cada dia vivido, é mais um tempo curto no espaço de experiência ganha.
Dizem que o valor da vida encontra-se em coisas simples. Então por que será que a gente complica tanto? Não seria tão mais fácil dizer que 2+2 são 4, e que 2x3 são 6? Talvez porque sejamos humanos, não? E ser exato é, por tabela, desumano. Sim, o ser humano não gosta da exatidão, ele não vê graça em não revirar sua massa cinzenta em busca de respostas que sabemos que sabemos, mas não temos coragem de assumí-las como verdades.
Seria tão mais fácil amar e ser amado da mesma forma, mas não é. Até mesmo, porque não inventaram forma, tamanho, gênero ou número para o amor. No final das contas, a força resultante é sempre o amor, o que muda é a circunstância.
É tão fácil chegar no Google, pegar aquela imagem fantástica de um pôr-do-sol, sendo que o vemos todo dia, mas a grande maioria de nós nunca tem tempo para admirá-lo o bastante, e como a natureza, as coisas de Deus são maravilhosas. É tão mais fácil assistir a um filme romântico do que observar uma fileira de formigas carregando uma a uma as folhas, o seu sustento de cada dia...
Hoje o ser transcende o viver. Hoje, eu sou o que eu tenho, o que eu visto, o que eu falo; nunca o que eu sinto. Hoje, se possuo, vivo; se não tenho, não existo. E as pessoas, também uma a uma, esquecem que na verdade ser simples é que é ser incrível! A complexidade acaba por fazer das emoções um monte de lata: frio, gélido, pesado, metálico. Já a simplicidade não, nos deixa mais leve, podemos agora voar como pássaros. Porém, para voar como pássaros, precisamos estar unidos, como Luciano de Crescenzo um dia já disse: "Somos todos anjos de uma só asa, e só podemos voar abraçados uns aos outros" - E é aí que está o verdadeiro significado da simplicidade, é esquecer que o diferente é realmente diferente; é tornar as coisas claras, limando a obscuridade que beira nosssos sentimentos; é saber fazer acontecer e ter a certeza que vale a pena, mesmo a alma sendo grande, ou pequena.
Eu sei que você já tá mais que cansado de ouvir "Nem tudo é tão simples quanto você imagina". Eu sei, e não é mesmo! Mas o que não exclui a possibilidade de que possa ser simples! Pode ser simples quando ambas as partes assim o quer. Descomplicar não é algo lá do outro mundo, não é impossível - mesmo porque para todo mal, há a cura; sempre há tempo de se reverter tudo que um dia parecia perdido, sempre tendo em mente que nunca é tarde demais.
Bonito mesmo é ser gigante pela própria natureza: bonito mesmo, é ser.

Um comentário: