segunda-feira, 30 de novembro de 2009

a arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte...

Tem gente que diz que não gosta de "arte" - e eles logo generalizam, acham que uma arte inteira resume-se a uma pintura, a uma música clássica, a um teatro falado da idade das trevas. Ledo engano de quem faz uso desse "tipo" de cabresto. A arte está em tudo, e como diria o meu velho Mahatma Gandhi, a arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte.
E é o que tenho feito (ou pelo menos tentando fazer) esses dias. Estudei, ensaiei e estive em cartaz nos dias 19 e 20 com mais uma peça: "Pipocas de Papiro". No primeiro dia, como sempre diz a minha professora de teatro (Denise Chaves), é e sempre será um ensaio. O segundo dia? Foi deslumbrante. E cada detalhe, cada entrada, cada saída ficará guardado para sempre.

Dessa vez não fiz papel bonzinho, e segundo disseram por aí, o papel era, dessa a vez, a "minha cara" (merda, só porque era uma vilã ¬¬). E engraçado, mesmo que muito dissessem 'minha cara' ou achassem que ele tinha 'tudo a ver', confesso que foi o papel mais difícil que já peguei. Quando eu saía de cena, era como se ela roubasse as minhas energias de um jeito... Um cansaço imensurável (e olha que ela nem era tão má assim, ela só queria dar um fim em seu tio - o faraó -, e em seus primos, para ficar com o trono, enfim - e tinha umas dancinhas bizarras...).

Contudo, quando eu vi o resultado final - vi que os nossos esforços tinham realmente valido a pena, e deixado aquele gostinho de "queromais" não só em nós, mas também no público. Eu entraria e sairia de cena quantas vezes fossem necessárias ou imprecisas, não me importaria em cansar. Cansaria feliz. Depois de muito estresse ver que tudo saiu talvez melhor do que o planejado é uma sensação difícil até mesmo de se expressar.
E também mesmo com tanto estresse, no teatro a gente briga, a gente brinca, a gente se diverte, a gente faz amizades, e a gente de algum jeito se redescobre. E é essa a lição que eu vou levar pra sempre, que por mais que a gente ache que a gente não "preste" pra nada, no teatro esse nada pode ser tudo, e a gente acha aquele nosso valor nem que seja no último ato.
Com essa turma eu pude aprender que eu não podia ser melhor ou pior do que ninguém; que mesmo a vida não sendo um mar de rosas, o teatro pode sim nos "teletransportar" pra uma realidade totalmente diferente de onde nunca imaginamos. Apesar dos meus acessos de grosserias, e de coisas que me irritavam, só agora caiu a ficha de que o ano está acabando, e aquela sensação de "amanhã é terça e nem tem teatro". Mas como já disse, os detalhes ficaram gravados em mim. Mesmo que ano que vem eu tenha sair do teatro; já que tenho que me dedicar aos estudos, e infelizmente não há tanto tempo assim; fico com aquela coisinha queimando no peito: poxa, será que o ano que vem será melhor? Será que vai entrar gente nova? Será que um dia eu vou poder reviver aquilo tudo? E até mesmo... "Será que isso tudo foi um sonho?"
E eu mesma me respondo: foi um sonho sim.

Obrigada a todos vocês: Alice, Amanda, Aníbal, Carol, Denise, Júlia, Lara, Letícia, Priscila, Rafaela, Sérgio, Tiago e Victoria.

Obrigada por terem vivido esse sonho comigo.

8 comentários:

letícia sampaio disse...

vaca, você escreve muito bem. estou muito emocionada ; )

pois é best, a vida por si so ja é uma teatro. Então n fique triste, o seu sonho n acabou!

letícia sampaio disse...

vaca, você escreve muito bem. estou muito emocionada ; )

pois é best, a vida por si so ja é uma teatro. Então n fique triste, o seu sonho n acabou!

letícia sampaio disse...

vaca, você escreve muito bem. estou muito emocionada ; )

pois é best, a vida por si so ja é uma teatro. Então n fique triste, o seu sonho n acabou!

Tiago Almeida disse...

você escreve bem,o final foi melodramático.VOCÊ FALOU POR TODOS NÓS,coração de gelo ♥

Priscila Trindade disse...

Karool!
vc disse tudo!
esse gostinho de quero mais ta até hoje aqui, vou sentir muita falta da turma toda, aprendi mto com vces.
Pipocas de Papiro é inesquecivel para mim.
Sinto aquele aperto no peito pq não irei mais fazer teatro tão cedo e só sei que FOI PERFEITO.
obrigada a todos *-*

Naaaany ☼ disse...

ei,vaka, ainda quero ver você atuando =)

sim,vilãs tem TUDO a ver contigo. aceite isso e vá curtir muitas megeras =D

Sergio.phellipe disse...

ta muito lindo Karol fasso das suas palavras as minhas apesar de vc naum gostar muito de mim vc respresentou bastante nessa fase da minha vida colegas P.S

victoria disse...

apesar de não ter passado muito tempo com você! percebi que por traz daquela KAROL que olhava todos de cima para baixo com uma serta arogansia avia uma KAROL SENTIMENTAL! que gostava de todos apesar de teralgumas coisas que a iritancem!!
pois é Karol a vida sempre será um sonho que terá partes tristes e muitas partes felizes! isso é que eu espero para você!!!
amoo muitoo você!!!