quinta-feira, 9 de abril de 2009

Entre o Fútil e o Agradável




Discutir sobre capa e conteúdo tornou-se uma discussão banal, pelo menos pra mim. Levando em consideração que as pessoas se acostumaram a julgar pela capa, e esquecer que por trás de uma bela capa, pode haver um conteúdo não muito agradável.
Queria poder não ser influenciável, porém, crio a minha própria teoria de que não há ser que não seja influenciável. Um bebê, ao nascer, copia o comportamento dos pais; os macacos tentam imitar o ser humano; e até as formigas, andam sempre em filas, uma seguindo a outra. Porém, o que cansa não é a capacidade de ser influenciável - o cansaço encontra-se na insistência, no possuir um grau de influência exacerbada.
Para as pessoas fúteis, mais ainda que estar de acordo com as tendências, o importante é ter estilo. O que é praticamente IRÔNICO. Como seguir uma tendência (dos outros) e manter seu estilo próprio? Por mais que críticos de moda, casa e beleza insistam em falar, isso é incabívvel, sim!
Entretanto, as fúteis de hoje, preferem se encharcar de maquiagem, usar aquele salto 25 cm, usar brincos, roupas e ouvir o que está "na moda"; ter o cabelo, as unhas e os ídolos que "todos" têm; contar as mesmas piadas que todos contam....
Só sei que uma hora a verdade sempre vem à tona, e de nada vale ser por fora bela viola, por dentro, pão bolorento, no final do baile de máscaras o personagem sempre se revela, tanto é que nem a Cinderela escapou!
Cansei de pessoas que querem ser populares; que sempre pensam no que os outros vão pensar pra então fazer o que realmente têm vontade! ; pessoas que amam falar da vida das pessoas e acharem que são melhores que alguém. Acho que cansei na verdade foi das próprias pessoas. É isso.

Pois aos fúteis, só tenho a dizer que a beleza acaba, as piadas cansam, e é hora de ser alguém de verdade (yn).

4 comentários:

Duninho disse...

tu é emooooooooo karol :P by duh :*

Bruna Ricci disse...

Karol Mara*
o texto ta otmo *--*
beijo ;*

disse...

Best, tome-lhe indireta pra cima de umas gurias futéis que acham que o mundo é o parque de diversões delas :)

Alanie disse...

Na verdade a questão não é essa, a questão é até quando você é aceita num meio social sendo estúpida, até quando as pessoas mantem-se em imaturidade estagnada,até quando se vive no mundo REAL sem atender as expectativas do mesmo, porque por mais que a sociedade seja de consumo, ela é também taxativa e hupocrita e gosta de lhe puxar o tapete, lhe roubar a vez no teatro, a sociedade faz de gente fútil espetaculo, chama-se pão e circo. ;*