segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Amélia que era mulher de verdade?

Sinto muito homens, mas hoje já não queremos ser mais apenas rostinhos bonitinhos; não passamos mais a vida esperando um príncipe encantado montado num belo, lindo, charmoso, brilhante e cheiroso cavalo branco; já não mais pretendemos passar a vida à beira de um fogão; muitas de nós sequer pensa em ter filhos e constituir famílias. Já não nos submetemos ao simples preconceito da não-existência de igualdade entre os sexos, muitas de nós enxerga vocês apenas como mero participante na reprodução da prole.
Já não somos mais tão dependentes, e no entanto vocês ainda se acham os donos da cocada preta, ruiva, loira e morena. E engraçado que mesmo depois de não ser só mais um rostinho bonitinho; não passar a vida esperando pelo príncipe montado num cavalo branco (pois como todo mundo já sabe, o lobo mau é super legal e outras coisas que prefiro não comentar...); não andar por aí pilotando o fogão; e prometermos o eterno não à submissão - ainda abrimos a boca e os olhos pra se rebelar por meros canalhas. Putz, vai entender a mente feminina...

2 comentários:

Naaaany ☼ disse...

'reprodução da prole' foi ótimo! HASUIUEHIOUEAUHAEIHAE assim como 'cocada preta,RUIVA, loira e morena'

*-*
HOIUAHUEIHEAUHUAEHEA

beijones,vakarol!

Eu disse...

HAUSHAUS. Nany tu eh paia, vei Haushau