terça-feira, 13 de julho de 2010

Um viva com gosto de rock.

O rock surgiu nos anos 50 como uma 'combinação de gêneros', uma estrutura musical considerada simples, "rápida, dançável e pegajosa". Contudo, no final da década de 60 o rock ganhou uma série de subgêneros, como o soft rock; o glam rock; o heavy metal; o hard rock; o rock progressivo e punk rock. Já nos anos 80, apareceu também no embalo a New Wave; o punk hardcore e o rock alternativo. E em 90, surgiram o grunde; o britpop; o indie rock e o nu metal.
Sim, surgiu o Hardcore. O mesmo estilo que tem crescido constantemente no Brasil, e quase todas as bandinhas de merda dizem fazer. Fala sério, é terrível ver que rock virou sinônimo de filhinhos de papai, com cabelo liso, franja lateral, espetada, com rostos afeminados (nada contra), com voz de taquara rachada, de calça colorida, que despertam o "amor" e o fanatismo de milhares de fãs (patricinhas inconformadas, e com necessidade de aparecer. prontodisse). Raros hoje em dia são aqueles que escutam música de "qualidade", sendo rock ou não...
Ouvir música de qualidade entre tantos arrochas, pagodes e qualquer outro gênero facilmente descartável e modista, virou sinônimo de ser "anormal". Não sei como ainda me assusto com alguns que me tacham de "intelectual" por ouvir Los Hermanos, Chico, Betânia, Vinicius, Guns, Freddie Mercury, dentre tantos outros - coisas que ao meu ver, todo mundo deveria ouvir ou ler ao menos uma vez na vida. É triste ver que em meio a tanta falta de posicionamento crítico quem tenha um mínimo de senso seja rei. Acho que chegamos a tal ponto que perguntar se Led Zeppelin é nome de algum repelente é tão comum como tentar saber a origem do universo. Saudade dos tempos em que rock, e até mesmo o hardcore não era confundido com o gênero de menininhos complexados do emocore.

Anyway, é dia de comemoração. Então parabéns ao rock por ter conseguido resistir por tantos anos, em meio a tantos pseudo-rockeiros.

Pronto, desintalei.

3 comentários:

Alanie disse...

concordo em gênero, número e grau ( exclamação )

Felipe . disse...

eeer... as bandinhas emo do Brasil se julgam hardcore? 0o

amei a piada do Led Zeppelin virar nome de repelente
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Bjaum xDD

Tiago Almeida disse...

há uma dúvida se falta noção daquele que escuta ou um conhecimento amplo de música bem feita para que haja a criação de um senso.Bom... eu não sou muito cult e mesmo assim odeio Restart, Nx Zero e afins. porcaria.